"As piras de Angel..."

Dedico este blog ao Amor e às incógnitas da vida, responsáveis pelos mais belos insights. Caminhando rumo à evolução do corpo, da mente e da alma, eternamente...

"Espíritos fortalecidos de paz deixavam de chorar, neste tempo, grandes energias passeavam aos corações. Fomos lançados ao infinito..."

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O insaciável apetite pela morte.

Amo este meu cantinho virtual. Nele posso desabafar qualquer tipo de incômodo ou de alegria, e ainda compartilhar com o mundo.
O meu incômodo nos últimos tempos é grande.
Na verdade, não sei como eu nunca enxerguei isso dessa forma! Fui cega, totalmente cega. Mas também não me culpo tanto, assim como não culpo a você, meu caro leitor, pois estamos tão acostumados com este mal que já soa como algo natural em nossas vidas, desde em que nascemos.
O que eu não enxergava: a indústria da carne é a mais violenta existente hoje no planeta.
Ela gera dor e algo imensamente desumano nas condições de confinamento de animais para o abate. Ali eles não são animais, mas máquinas enjauladas.
Ela mata, esquarteja e...vende.
Ela faz você acreditar no mito de que comer proteína animal é indispensável para a sua saúde.
Ela faz isso com milhares de animais, a cada segundo são torturas seguidas de mortes e mortes seguidas de tortura.


E ela não vai parar...pois possui poder político e visa àquilo que mais destrói o ser humano...o lucro. O lucro   baseado na morte e no sofrimento.
Ela tem um aliado poderoso, o seu paladar. O seu insaciável paladar. Além também de ter como aliada aquela crença de que precisamos de carne animal na alimentação.
Isso é um mito. O maiores dos mitos. Ela nos fez acreditar nisso por anos.
Acredite, meu caro leitor...você não precisa de carne animal para ter saúde, muito pelo contrário.
O homem primitivo precisava matar animais para sobreviver, assim como o leão precisa comer a zebra para viver. Mas o homem hoje evoluiu. Não precisamos mais disso. Se seguíssemos nossos instintos agrediríamos e mataríamos a primeira pessoa que nos gerasse raiva, transaríamos momentaneamente com aqueles que nos gerassem desejo...e então a Terra estaria condenada a seres medíocres e não evoluiria.


Tenha consciência de que comemos carne animal apenas para saciar o paladar, e não a fome.
Lembram-se dos campos de concentração da Alemanha nazista? Humanos confinados em péssimas condições, torturados e depois mortos simplesmente por serem judeus. Os animais em abatedouros sofrem de forma semelhante e depois são mortos simplesmente para saciar o seu paladar. Porque você não vai passar fome se não comer mais carne.
Comer um animal que pensa, que tem sentimentos, pra mim, isso é no mínimo bizarro.
É o mesmo que confinar pessoas de forma desumana, matar, esquartejar e vender. E pior, para o outro colocar na boca, para dentro do organismo toda aquela energia de sofrimento. Será que ela não se acumula no nosso organismo?
Bizarro não é?
O mais curioso é que desde pequena, sempre que eu via uma cabeça de porco na mesa de Ano Novo ou no rolete, eu parava, olhava fixamente e refletia ali por alguns segundos. Em meus pensamentos eu percebia algo muito injusto ali, que me incomodava, mas então eu me virava e pensava "Mas todo mundo faz isso, deve ser normal." e dava as costas. É muito mais fácil fechar os olhos ao que nos incomoda, mas também é uma tamanha covardia e egoísmo.
Estamos acostumados a ter a carne prontinha, cortadinha para fazer, o que cega um pouco toda a crueldade existente por trás daquele bifinho saboroso no seu prato.



Este mal não esta correto, ele não deveria existir. Deveríamos conviver em harmonia e respeitando o direito dos animais, pois somos todos irmãos, morando juntos neste pequeno planetinha chamado Terra.

A Terra é um planeta com coisas maravilhosas, o homem é o causador de injustiças.
Pare e observe o que está por trás...
Lucro, poder...a indústria da carne não vai parar. Marketing, políticos, pessoas de poder, e o seu dinheiro. Todos envolvidos num grande nó de dor e de morte.
Bon appétit!

terça-feira, 30 de outubro de 2012

"Seres de luz"

O ser humano é capaz de coisas tão lindas, mas também é capaz de coisas terríveis.
E são estas terríveis que vem me incomodando ultimamente.
Sim, temos que focar em coisas boas e positivas, mas não há como ignorar o sofrimento de seres vivos causados pela raça humana.
Não está certo.
Sejam assassinatos, torturas, maldades físicas e emocionais, tanto com animais como com pessoas.
Há uma injustiça enorme por toda a parte.

E aí você me diz...mas a Natureza é injusta por natureza, pois coitadinha da zebra que morreu só para ser comida pelo leão, e coitadinho do leão pois se não comer a zebra é ele quem morre de fome.
As coisas por esse planeta sempre foram assim...hostis. 
Acontece que nós humanos podemos e temos o dever de amenizar todo esse sofrimento, ao invés de deixá-lo crescer.

A Terra é sim um ambiente hostil, onde a sobrevivência de um depende do sacrifício do outro.
Mas com os homens não deve ser assim. A grande questão é que estamos acostumados com essas formas bárbaras de relação de pessoas entre pessoas, e pessoas entre animais. Nos acostumamos tanto que passamos a achar normal muita coisa, pois crescemos assim, desde bebezinhos.

Meu íntimo me diz que há um lugar (na verdade provavelmente vários), onde a harmonia completa entre todos os seres vivos lá exista. Utopia talvez para nós, no nosso planeta, mas não para seres altamente evoluídos espiritualmente.
Aquele mundo onde talvez não se tenha tanto aprendizado como no nosso, pois já se aprendeu muito, mas que se VIVE a paz e o amor de forma sublime.
Mas que objetivo então teria um ser assim que já chegou aos limites da evolução espiritual? Talvez seja o de ajudar na evolução de outros, para que o Cosmos como um todo evolua. 

Há muita coisa linda por aqui nesse planetinha azul...devemos juntos viver a paz, a harmonia e o Amor entre os seres. Devemos trabalhar na nossa evolução espiritual, e então estaremos mais próximos da Luz.

Ingênua e idealista? 
Não...é tão bom acreditar na Vida.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Para sentir...

Que sentimento de Amor...

Amor em tudo e em todas as coisas. Aquele sentimento de intensa paz, de profunda alegria.
Amor por cada animal, por cada planta, por pessoas, pela chuva, pelo mar, por mim mesma.
Um sentimento tão profundo e sublime que acaba por ocultar grande parte das imperfeições da vida e dos outros. Na verdade não é bem que oculta, mas se passa a compreender melhor essas imperfeições,  respeitando-as, trabalhando para evoluir sempre.



Ahhh o amor... não falo de amor romântico idealizado, nem de amor inventado, mas de AMOR verdadeiro por todas as coisas, o querer bem ao outro, o amar esse Cosmos em que vivemos, não há como definir, só como sentir.

Só se é infinito através do amor. E nada nem ninguém me tira esse sentimento, quem tem amor, tem tudo, acredite.

É a grande graça da Vida, é o que realmente vale a pena...
Mais que se sentir amado, amar é uma delícia!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O que realmente vale...

Gosto da simplicidade das coisas...a beleza da Vida.

A simplicidade de um sorriso, a simplicidade de uma rosa.

Em tudo podemos encontrá-la, seja naquela simples viagem, seja naquela viagem pra Europa.
Naquele vestido luxuoso, naquele vestido simples.
Naquele carro do ano, naquele que não.
Naquela lingerie rendada de cetim, naquela sem tantas rendas assim.
Naquela comida requintada, naquela que já é o suficiente.
Naquela festa de aparências, naquela de gargalhadas sinceras.
Naquele sapato lindo, nos pés descalços na grama.



Temos sim que buscar sempre o melhor, claro que ter um carro do ano é melhor que ter um mais simples com menos conforto.
Claro que ter uma casa luxuosa é legal, e temos que correr atrás dela se quisermos, com toda a certeza. Mas não podemos nos esquecer de que já temos o suficiente para muita coisa. Não podemos nos tornar pessoas insaciáveis pelo que não temos, mas pessoas agradecidas pelo muito que já temos.

Mesmo em um sapato luxuoso é possível encontrar a simplicidade...tudo depende de como você o interpreta.

A simplicidade está nos atos, e não naquilo que se tem.

De nada adianta a melhor sapatilha se não se tem uma boa dança.

domingo, 26 de agosto de 2012

Porque para evoluir é preciso alegria...

Que eu jamais perca a positividade da Vida...

A alegria, o amor e a bondade devem sempre não somente existirem em nossos corações, mas serem colocados em prática o tempo todo.

Ser uma pessoa positiva já é estar em sintonia com o Cosmos. Pensamentos negativos e ruins muitas vezes nos virão à mente, mas não devemos manifestá-los, devemos estar sintonizados com o Amor para sermos pessoas positivas.



Buscando ser uma pessoa melhor...
Excluindo defeitos...
Realçando qualidades...
Enxergar o melhor nos outros...
Perdoar...
Ser perdoado.

Que através da ALEGRIA DA VIDA, eu me torne uma alma melhor a cada dia!

E como diz uma música do meu pai, é assim que sempre deve ser..."Espíritos fortalecidos de paz deixavam de chorar, grandes energias passeavam aos corações..."

sábado, 14 de julho de 2012

Paradise...

A alegria da Vida é algo que nem sempre percebemos diariamente...

Sintonia...
A alegria está sempre a nossa volta, mas nem sempre conseguimos sentí-la, devido a uma questão de frequência...temos que sintonizar energias superiores.

E agora sinto que estou nesse momento...o coração ainda está apertado como descrevi no último post, mas quero mudar isso.
Orando, mentalizando, parando para olhar para dentro e tentar ver o melhor nos outros.
A vida é curta e as melhores coisas passam despercebido, e justamente as coisas que já fazemos no automático...são as mais simples!

Sentir o lençol macio ao despertar...Um sorriso de bom dia...Respirar! como é bom sentir o oxigênio dentro do pulmão!





Uau! o coração está batendo...os órgãos funcionando...as reações bioquímicas acontecendo a todo instante dentro de nós,  o corpo dando um duro danado, trabalhando pela própria sobrevivência sem parar, tudo funcionando e nem nos damos conta disso! 
Pessoas especiais em nossas vidas, temos que dizer o que sentimos...um dia pode ser tarde...devemos é pensar no momento com elas!
Apreciar o sabor de uma refeição, por mais simples que seja...que delícia! ou que coisa horrível! Mas o que importa é que estamos sentindo!
A espuma gostosa do shampoo massageando os cabelos...
O perfume de uma flor, o cheiro da terra.
Um beijo apaixonado, não beijar por beijar, mas por sentir o gosto, os lábios, transmitir carinho nesse momento...o contato entre duas pessoas é mais íntimo do que muita gente imagina, pois envolve energia, estamos perdendo uma parte dela e recebendo outra em troca.
O olhar...deveríamos dar mais valor a este gesto tão simples...num olhar podemos ver muito do outro, e transmitir muito de nós...ele tem o poder de afastar ou de aproximar pessoas.

Conversar com plantas e animais...reações químicas acontecem com eles tb! Converse nem que mentalmente!
São tantas coisas simples geradoras de alegria, e elas estão acontecendo o tempo todo com vc, mas se estiver na frequência errada não vai perceber, nem sentí-la.

Estou num momento assim...sintonizando...e quando percebo que desvio do foco já procuro pensar em toda essa alegria (é fácil perceber quando não estamos sintonizados, coisas desagradáveis acontecem).
Mentalizar...orar...fazer o bem...AMAR...alegria...são coisas que nos mantém equalizados em alta frequência.
Temos que amar ao próximo, simples assim, quando amamos nos elevamos e mundo se eleva junto.
Temos que sentir o corpo e mente de forma interligada com a fonte criadora...percebemos que não estamos sozinhos e que temos MUITO para ser feliz!

Não dar bola para tristeza e coisas de frequência baixa...
Vejo muita alegria...subindo...subindo...

terça-feira, 26 de junho de 2012

Tudo vai ficar bem!

As vezes não sabemos o que alguns acontecimentos representam em nossas vidas...
Não é fácil parar pra ver as entrelinhas, elas são difíceis de entender e fáceis de não serem vistas...mas estão ali o tempo todo.

O fato é que tudo o que ocorre a nossa volta tem um porque, estamos constantemente sofrendo consequências de nossas atitudes e de forças externas as quais não podemos compreender, são de diferentes origens.

Sinto que estou passando por uma transição de fases. Agora...o que vem pela frente eu não sei, mas sei que é algo novo.
E o mais estranho, pela primeira vez na minha vida toda, sinto meu coração apertado, chego a sentir fisicamente de tao pesado que parece estar. E novamente o mais estranho, é coisa de dias e dias que sinto isso, é ruim pois é desconfortável, é aquele aperto de quando estamos angustiados, mas não estou assim.
E é impressionante como sinto esse peso do lado esquerdo, bem no coração. Quero que volte a ficar leve aqui, tem alguma coisa errada por isso, isso me agonia tanto as vezes que dá vontade de abrir literalmente, tirar, e fechar de volta. Estou procurando ficar tranquila, sei que logo vou entender o pq desse peso, ou ele um dia simplesmente vai sair sozinho daqui.

Só sei que temos que amar muito, amar a vida, amar pessoas, animaizinhos, plantinhas, amar a água, a luz do sol batendo no rosto...
Amar aquele sabor doce, até o amargo, amar a vibração das notas de uma bela cancão, nem todos conseguem ouví-las.
Amar um sorriso, uma lágrima. Podemos sofrer sim, e vamos abraçar a dor, muito melhor do que não sentir nada.
Já tenho um post aqui no blog que fala de Viver a Vida, mas essa mensagem me veio novamente na cabeça.

Só que dessa vez de uma forma diferente...justamente por essa transição que sinto estar vivendo, transição do que? Não sei, mas sinto.
E pra variar um turbilhão de pensamentos e insights se passam na minha mente nesse momento, mas sei que tenho que controlá-los.

A Vida é curta, não sabemos quando será o último dia, por isso acho que pensar e só pensar não resolve muito, mas sim sentir, viver, abraçar os problemas e alegrias, com todo o coração.



O segredo é saber equilibrar...saber viver intensamente a matéria, aquilo que tocamos, que vemos, que ouvimos, que degustamos...viver tudo isso mas sem abandonar o que está além desses sentidos concretos...Viver o que pensamos...o que sonhamos...o que amamos, o que cuidamos, a intuição...enfim...o SENTIR!
Pois é este sentir que nos acompanhará quando nossa maquininha chamada corpo parar de funcionar.

Estamos ligados a tantas coisas que nem fazemos idéia estar. Estamos sendo acompanhados também, por isso temos que vibrar numa boa frequência.
Por isso tudo o que acontece a nossa volta tem um porque de ocorrer... ação e reação. Aprendizado, amadurecimento. E o mais importante, não devemos nos esquecer do verdadeiro motivo pessoal pelo qual estamos aqui...as vezes temos que continuar o que um dia foi interrompido. Vai saber...

Estamos aqui nesse planetinha alucinante para evoluir...sendo feliz...amando...e ajudando outro ser, para que a vida deste seja ao menos mais fácil por vc ter vivido.


E por mais que este peso ainda esteja aqui dentro, este não é um texto triste, mas sim de muita esperança e de Vida aqui ainda pela frente! 

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Um novo coração...

Acreditar e confiar no outro sempre foi um ponto importante pra mim num relacionamento.
Falar o que se pensa, o que se gosta...e o que não gosta...o que lhe incomodou...
Um diálogo aberto sempre...
Mas de nada adianta existir esse diálogo se ele for falso.
Como já diz a mensagem principal deste blog...a coisa que eu mais admiro em um caráter é a sinceridade...a Verdade...aquela que meu amado Einstein sempre defendia com unhas e dentes...e por vezes esquecida no caos dos sentimentos humanos.

Hoje...continuo pensando dessa forma, espero nunca me esquecer dela. Mas ao contrário do que eu era antes...de me incomodar quando não havia confiança...de me preocupar se outro estava sendo sincero ou não, pois eu só queria a verdade sempre...hoje algo está mudando dentro de mim... está diferente...


Acho que me cansei de buscar a verdade nos outros...geralmente eu achava que ela estava lá, mas não estava de fato na mente do outro.
Hoje busco apenas a verdade em mim, como sempre busquei também.
A verdade no outro é algo que se eu tiver, perfeito...caso contrário...
Não me culpo mais, não cobro mais do outro, cada um faz o que quer da sua sinceridade ao próximo.

É...em 27 anos acho que o momento de esgotamento total chegou.
É como se o fato do outro mentir não me fizesse mais sofrer tanto...e sim um desapego vai tomando conta.
É incrível como perco o T agora ao invés de chorar. Ao lembrar de alguns relacionamentos antigos...eu não entendo como eu sofria tanto, se fosse hoje eu sentiria é puro desapego, pela mentira.
Por um lado é bom, pois me polpo do sofrimento causado pela mentira alheia. Chega de sofrer pelas inconsequências dos outros.
Mas por outro lado vejo que o outro sai em certa desvantagem...pois dessa forma minha entrega não será a mesma.
Sim, continuo sendo eu mesma, aquela Angelica...buscando sempre a Verdade em tudo...
Apenas estou agindo e me entregando agora não mais somente conforme o que sinto pelo outro, mas mais ainda pela reciprocidade que sinto em troca.
Se é certo ou errado...não sei...mas estou assim.


Mais tranquila, mais desencanada, com um desejo de me apaixonar ainda maior que antes....mas também sem me entregar da forma como eu gostaria.